Quem foram os padres chamados de apologistas?

Quais padres eram chamados de padres apologistas?

Os chamados Padres Apologistas foram aqueles cristãos que, a partir do século II d.C. escreveram, em diálogo com a Filosofia, defesas da sua fé a fim de obter o reconhecimento legal para ela diante do Império. A obra de Justino, Mártir, foi inserida nesse período. São duas Apologias e um Diálogo com Trifão.

O que são os padres apologistas?

A filosofia dos Padres Apologistas é marcada pela defesa ou enaltecimento da fé cristã. Eles defendiam o cristianismo como uma prática filosófica superior ao pensamento estruturado pelos filósofos greco-romanos.

Quem eram e o que pregavam os padres apologistas?

Os “Padres Apologistas” utilizaram as mesmas figuras de linguagem e argumentos para dialogar os com helenistas. Assim, defendia o cristianismo como uma filosofia natural que seria superior ao pensamento greco-romano.

Quem foram apologistas?

Recebem esta denominação os pensadores cristãos dos séculos II e III d.C., que se dedicavam à tarefa de escrever apologias do cristianismo. Era preciso, nessa época, defender a nascente doutrina cristã de três correntes distintas que lhe faziam oposição: a religião judaica, o Estado romano e a filosofia pagã.

Quem foram os neoplatônicos o que eles defendiam *?

Em alguns aspectos, o neoplatonismo pode ser considerado como uma seita mística pagã que crescia junto ao cristianismo em seus primeiros séculos de existência. Filósofos neoplatonistas propuseram interpretações de ideias muito caras ao cristianismo, como a existência e a unidade de Deus, mas com aspectos bem distintos.

ISSO É INTERESSANTE:  Por que Jesus chamou discípulos?

Qual a relação entre Patrística e escolástica?

Sendo assim, a Patrística focou na disseminação dos dogmas associados ao Cristianismo, por exemplo, defendendo a religião cristã e refutando o paganismo. Já a Escolástica, através do racionalismo, tentou explicar a existência de Deus, do céu e do inferno, bem como as relações entre o homem, a razão e a fé.

Em que consiste a chamada Patrística?

A Patrística foi uma vertente filosófica que teve início no período de transição entre a Antiguidade e a Idade Média. O nome “Patrística” faz uma referência aos primeiros padres da Igreja Católica, que se dedicaram a desenvolver uma filosofia que se aproximava do pensamento cristão e do conhecimento religioso.