Quando Saulo teve um encontro com Jesus?

Quando Deus falou com Saulo?

De acordo com as escrituras, Saulo segui a caminho da cidade e, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. … Naquele momento Saulo perguntou quem era que falava com ele. Como resposta ele ouviu “Eu sou Jesus, a quem tu persegues” (At 9:5).

O que interrompeu a viagem de Paulo para Damasco?

O livro dos Atos registra que Paulo estava saindo de Jerusalém a caminho de Damasco para prender os seguidores de Jesus, com a intenção de voltar a Jerusalém com prisioneiros para interrogatório e possível execução. A viagem é interrompida quando Paulo vê uma luz ofuscante, e se comunica diretamente com uma voz divina.

O que aprendemos com a conversão de Saulo?

No mesmo instante ficou cego e durante três dias entregou-se às orações. A mando de Jesus, Ananias vai a seu encontro, prepara seu batismo, põe a mão em sua cabeça e no mesmo instante Saulo recobra a visão. Impressionado com o ocorrido, é batizado com o nome de Paulo e converte-se ao cristianismo.

Quem foi chamado por Jesus para falar com Saulo?

Nesta cidade morava um discípulo de Jesus Cristo chamado Ananias. Numa visão, Jesus disse a Ananias que procurasse Saulo. Ananias tinha o sacerdócio e colocou as mãos sobre a cabeça de Saulo e o abençoou para que recuperasse a visão.

Quando fui para direita Cristo me mandou para esquerda?

Eu fui para esquerda, Cristo me mandou ir para a direita, eu fui para a direita ele me mandou ir para a esquerda. Paulo: O Apóstolo de Cristo. Combati o Bom Combate Acabei a Carreira e Guardei a Fé.

ISSO É INTERESSANTE:  Qual a doutrina da Igreja Batista reformada?

O que Paulo ia fazer em Damasco?

Em uma de suas corriqueiras viagens a trabalho, iria a Damasco, onde estava perseguindo mais um daqueles povos que se chamavam “povo de Deus”. No caminho teve um dos encontros mais inesperados de sua vida, onde também ouve a maior mudança de sua história. Ele iria prender aquele povo para poder silenciá-los.

O que Paulo nos ensina?

Paulo ensina que devemos buscar os dons do Espírito. Ele relembra aos membros da Igreja em Corinto a importância dos apóstolos, profetas e mestres, bem como do cuidado que os membros devem ter uns para com os outros. Destaca a importância da caridade acima de todos os dons espirituais. 1 Coríntios 15–16.